Brasil: preso político, jornalista Oswaldo Eustáquio envia carta aberta a Augusto Aras

Revolução na PGR

Ontem (02) o jornalista Oswaldo Eustáquio, do jornal Agora Paraná, preso político por conta de "defesa de ruptura institucional de forma oblíqua", sem especificações ou motivos realmente substanciais, enviou uma carta aberta ao Procurador Geral da República Augusto Aras. Confira a carta na íntegra.

O jornalista também divulgou uma carta pública aos conservadores brasileiros:

“Eu, Oswaldo Eustáquio, de Jesus Cristo e do Brasil, fui preso por defender a Democracia, minha pátria, aquilo que aprendi com meu pai, o subtenente de infantaria, Oswaldo Eustáquio. 

A prisão determinada por Alexandre de Morais fere os direitos humanos e coloca em risco toda a classe dos jornalistas profissionais do Brasil. E coloca em parafuso a Corte que já decidiu no caso do jornalista, Greenwald, que cometeu crimes contra a Corte e várias autoridades com grampos ilegais, sequer pudesse ser investigado.

Estou preparado para este tempo, mas vocês conservadores serão minha voz, a voz do povo que vai mudar a história do Brasil nesta geração.

Com amor. Osvaldo Eustáquio, jornalista.”.

Até agora nenhum órgão de classe jornalística se manifestou sobre a prisão política de Oswaldo.

Comentários