BRASIL: JUSTIÇA ACATA PEDIDO DO MPF E TORNA RÉU DIRETOR DA PRF QUE TENTOU IMPEDIR POSSÍVEIS CRIMES ELEITORAIS A FAVOR DE LULA NO DIA DA VOTAÇÃO


O diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques, tornou-se réu por improbidade administrativa. O pedido do Ministério Público Federal (MPF) do Rio de Janeiro foi aceito pelo juiz José Arthur Diniz Borges, da 8ª Vara Federal.

Em 15 de novembro, o MPF apresentou a ação, com pedido de liminar, contra o diretor-geral da PRF, pelo uso indevido do cargo, com desvio de finalidade, bem como de símbolos e a imagem da instituição policial com o objetivo de favorecer um dos candidatos nas eleições presidenciais.

Liminarmente, o MPF pede o imediato afastamento do diretor de suas funções por 90 dias e, no mérito, a condenação pela prática dolosa de improbidade administrativa, por violar os princípios da Administração Pública.

Na decisão, o juiz lembrou que Silvinei Vasques está de férias até o dia 6 de dezembro e que vai ouvir a manifestação dele antes de decidir sobre o pedido de afastamento do cargo.

“Determino a expedição de mandado de citação da parte ré para oferecimento de defesa, no prazo de 30 dias. Após, voltem-me conclusos, inclusive para apreciação da medida cautelar requerida”, disse o magistrado, na manifestação.

Fonte: Revista Oeste.


Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários