BRASIL: PRF: rodovias têm 167 pontos com bloqueios em 17 Estados


Relatório divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no início desta quarta-feira, 2, demonstra que 167 pontos de rodovias de 17 Estados seguem com bloqueios e interdições feitos por manifestantes contrários à eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no domingo 30.

Os Estados com mais interdições são Santa Catarina (37), Mato Grosso (30), Paraná (18), Pará (17), e Minas Gerais (12). Segundo a PRF, 563 manifestações foram desfeitas até agora.

Em São Paulo, segundo a PRF, ainda há três pontos bloqueados. Na noite de ontem, a PRF-SP comunicou a liberação da pista no sentido norte da BR 381, a Fernão Dias, no quilômetro 65, que estava interditada nos dois sentidos.

As manifestações com bloqueio de rodovias começaram na segunda-feira 31. O Supremo Tribunal Federal (STF), atendendo pedido da Confederação Nacional do Transporte (CNT), determinou o imediato desbloqueio das pistas pela PRF.

Na terça-feira 1º, ao longo do dia, governadores foram endurecendo a pressão sobre os manifestantes, ressaltando que iriam aplicar a multa de R$ 100 mil determinada pelo STF e prender quem resistisse às ações de desinterdição. Também na terça-feira, o STF concedeu liminar permitindo que a Polícia Militar agisse para desfazer bloqueios em rodovias federais.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) se pronunciou pela primeira vez após o pleito do domingo 30 e afirmou que o direito de manifestação é garantido, mas condenou as ações que impeçam o direito de ir e vir.

Algumas entidades, como a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e a Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear), manifestaram preocupação com o desabastecimento, caso os bloqueios prosseguissem.

Entre as medidas adotadas pela PRF para desfazer os bloqueios, está o reforço efetivo para os Estados com maior concentração de manifestações, com aumento de 400% dos agentes. O órgão ainda solicitou o apoio da Polícia Federal, da Força Nacional de Segurança Pública, das Polícias Militares e do Corpos de Bombeiros.

Fonte: Revista Oeste.

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários