Economia: Bolsonaro diz que o governador que fechar seu estado deverá bancar o auxílio emergencial


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (26) que o auxílio emergencial retornará por alguns meses e os governadores que fecharem seu estado deverão bancar o benefício. Alguns governadores ainda insistem em agir de forma inconstitucional, privando o direito de ir e vir das pessoas através do lockdown, acabando com empresas, empregos, retirando “a comida da mesa” de várias famílias, adotando medidas de restrição que não possuem nenhuma comprovação científica de que evitam o contágio do Covid-19.

“O auxílio emergencial vem por mais alguns meses e, daqui pra frente, o governador que fechar o seu estado, o governador que destrói emprego, ele é que deve bancar o auxílio emergencial. Não pode continuar fazendo política e jogar para o colo do presidente da República essa responsabilidade [...] o povo não consegue mais ficar dentro de casa. O povo quer trabalhar. Esses que fecham tudo e fecham empregos estão na contramão daquilo que seu povo quer [...] tenho certeza de que, quando deixar o governo, entregarei um Brasil, apesar da pandemia, muito melhor do que aquele que recebi em janeiro de 2019”, disse o presidente.


Clique aqui e confira as novas camisas personalizadas do blog Pensando Direita!

Clique aqui para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários