A verdade sobre o Dia Internacional da Mulher


Quem não aprendeu que o Dia Internacional da Mulher existe em homenagem a operárias que, em 1857, protestavam por condições dignas de trabalho e foram incendiadas propositalmente pelo raivoso e machista dono da fábrica na qual trabalhavam? Pois é, todo mundo conhece essa história.

Mas será que é verdade? Bem, greves sempre aconteceram nesse período, é inegável. Mas como vimos na série “mentiras feministas”, as condições de trabalho eram precárias para homens e mulheres. Não era só o sexo feminino que sofria com ambientes hostis e salários baixos.

Quanto ao incêndio, a única notícia relacionada ao assunto que existe data de 1911, na cidade de Nova York, em uma fábrica têxtil. Nessa tragédia, que não foi proposital, morreram 23 homens (PASMEM!) e 129 mulheres e algumas pessoas se jogaram do alto do prédio para tentar salvar as suas vidas.

O interessante, porém, é que o evento que definiu o Dia Internacional da Mulher, a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Trabalhadoras SOCIALISTAS, ocorreu em 1910 (antes do incêndio). No mínimo curioso, não?!

Então, afinal, como a ideia do Dia da Mulher surgiu? A partir da sugestão da advogada marxista Clara Zetkin, durante a conferência acima citada. Nasceu como uma data reservada às mulheres socialistas, criada para alavancar o comunismo e convencer as mães e donas de casa de que deveriam abandonar a opressão do lar para cooperar com o Estado, como defendia uma feminista que já lhes apresentei muito bem: Alexandra Kolontai.

O dia 8 de Março trata-se, portanto, de uma data política. Basta reparar nas propagandas desse dia, que residem unicamente na luta por empoderamento, libertinagem sexual e aborto, para perceber. Por todos os lados, tudo que você verá hoje é feminismo.

Mas este também é um bom mês para lembrarmos que tipo de mulher devemos ser, à luz da Palavra de Deus. Farei isso durante todo o mês de março. Vamos nos inspirar em grandes mulheres e exalar a verdadeira feminilidade.

Te espero nos próximos textos. Até lá, receba as flores do seu marido ou os chocolates do seu namorado. Não seja uma mulher amarga só porque agora descobriu a verdade. Pode celebrar!


Clique aqui e confira as novas camisas personalizadas do blog Pensando Direita!

Clique aqui para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários

  1. Que interessante! Qual a fonte que fundamenta? Gostaria de ler mais.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Cadastre seu e-mail na barra "seguir" para que você possa receber nossos artigos em sua caixa de entrada e nos acompanhe nas redes sociais.