Brasil: líder do governo na Câmara se pronuncia após decisão de Cármen Lúcia sobre sua quebra de sigilo


Após decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia, em manter a quebra do sigilo telefônico, fiscal e telemático do líder do governo federal na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), solicitada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, o parlamentar comentou sobre o caso. Ele utilizou suas redes sociais para afirmar que nada teme pelos dados, mas não quer ter suas informações vazadas, reafirmando a decisão da ministra de que estará “sob pena de responsabilização de quem descumprir ou permitir o descumprimento do sigilo”.

Carmem Lúcia restringe minha quebra de sigilo exclusivamente aos senadores da CPI, sob pena de responsabilização de quem descumprir ou permitir o descumprimento do sigilo. Muito bom. Nada temo pelos meus dados, mas não quero ser joguete da oposição com seus vazamentos criminosos”, afirmou Barros.


Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp!  Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários