Brasil: Bolsonaro cumpre promessa e veta integralmente "fundão" de R$ 5,7 bilhões


Ontem (20) o presidente Jair Bolsonaro cumpriu sua promessa sobre qual decisão tomaria diante do fundo ("fundão") partidário (financiamento público de campanha) de R$ 5,7 bilhões para as eleições de 2022 aprovado pela maioria do Congresso Nacional (dentro da proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias): vetou integralmente. A partir disso, o chefe do Executivo tem até o final de agosto para enviar uma nova proposta de quantia para o fundo, que é previsto na Constituição. A nova sifra deve ser consideravelmente inferior, tendo como base, por exemplo, um reajuste pela inflação da última quantia (R$ 2 bilhões) estabelecida para tal gasto, para as eleições de 2020.

Bolsonaro, com base em limitações fiscais do governo federal, também vetou despesas para o ressarcimento a emissoras de rádio e TV por de inserção propagandas partidárias.


Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp!  Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários