Brasil: Comissão do Senado convoca Augusto Aras para pressioná-lo por “providências” contra indiciados da CPI da Covid-19


O procurador-geral da República, Augusto Aras, foi convidado pela Comissão dos Direitos Humanos do Senado para responder sobre quais serão suas providências após o relatório da CPI da Covid-19. 

Por meio de nota da Procuradoria-Geral da República (PGR), Aras irá se manifestar no sábado (27) sobre o relatório. Dentre as pessoas indiciadas, foi incluído o presidente Bolsonaro na lista, junto com outras 77 pessoas e duas empresas, o acusando de nove crimes. 

Aprovado no dia 26 de outubro, a PGR disse que só teve acesso aos documentos que embasam o relatório no dia 9 de novembro. Ele também foi enviado ao Ministério Público, a quem cabe decidir se abrirá os indiciamentos ou arquivará os pedidos.


Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp!  Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários

  1. Até agora não consigo entender qual é o papel que Aras desempenha!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Cadastre seu e-mail na barra "seguir" para que você possa receber nossos artigos em sua caixa de entrada e nos acompanhe nas redes sociais.