Brasil: FGV divulga relatório revelador sobre consequências das medidas restritivas de governos municipais e estaduais


A FGV (Fundação Getúlio Vargas) divulgou na última quarta-feira (22) um levantamento que indicou leve alta de 0,6 ponto no ICC (Índice de Confiança do Consumidor). Todavia, ao longo do ano a instituição averiguou um recuo de 2,6 pontos. 

Em nota a coordenadora de Sondagens da FGV, Viviane Seda Bittencourt, explicou que o ano foi mais difícil para os consumidores de renda mais baixa: 

O descolamento entre a confiança dos consumidores de baixa renda dos de alta renda atingiu o maior nível da série dos últimos 17 anos, principalmente em função da dificuldade financeira dos consumidores de menor nível de renda diante do quadro de desemprego, inflação elevada e aumento do endividamento”. 

A pesquisadora também ressaltou que 2022 será um ano desafiador tanto para a melhora da confiança do consumidor geral quanto para a diminuição da desigualdade na percepção dos desafios econômicos por famílias com diferentes níveis de renda.


Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp!  Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários