BRASIL: TARCÍSIO DE FREITAS BATE MARTELO EM LEILÃO DA B3

Brasil: ministro da Economia, Paulo Guedes, desabafa, critica parlamentares e ministros do STF e expõe “sabotagem” ao governo federal


Na última sexta-feira (17) o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ser “inadmissível” que se termine o ano de 2021 sem as privatizações de Correios e Eletrobras serem concluídas. A crítica é direcionada aos outros poderes, que têm dificultado no processo de privatização, criando “precedente desagradável”. 

A população votou em um presidente que se comprometeu com um programa de privatizações, e na hora que vamos privatizar outros poderes impedem? Isso cria um precedente desagradável. É perfeitamente natural que a gente consiga vender duas empresas que estão descapitalizadas e não conseguem manter a sua fatia de mercado”, disse o ministro. 

A venda da Eletrobras se encontra parada no Tribunal de Contas da União (TCU) passando por uma série de análises. Já a dos Correios também segue estagnada, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.


Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp!  Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários