BRASIL: PRESIDENTE DO PTB SOLICITA AO STF QUE ENDUREÇA MEDIDAS CONTRA ROBERTO JEFFERSON; ENTENDA


Na última sexta-feira (4) a atual presidente em exercício do PTB, Graciela Nienov, solicitou que o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), endureça algumas medidas contra Roberto Jefferson, ex-presidente da sigla partidária. 

Jefferson está em prisão domiciliar. A advogada da presidente em exercício do PTB argumenta a necessidade de reforço das medidas protetivas do investigado. O documento encaminhado ao STF não deixa explícito que medidas seriam essas. 

No documento, Graciela acusa Jefferson de desrespeitar as medidas impostas por Moraes e pede a anulação de todos os atos praticados pelo ex-deputado a partir do dia 29 de janeiro — como a convocação de novas eleições para o comando do PTB. 

Roberto Jefferson alega ter sido traído por Nienov, razão pela qual solicitou seu afastamento desde o dia 29 de janeiro. 

Na petição encaminhada ao STF, Nienov afirma o seguinte: 

Seja pela carta assinada por Roberto Jefferson, seja pela dissolução sumária de comissões provisórias instituídas em conformidade com o estatuto do PTB, seja pelas mensagens em aplicativo de conversas contendo, por interpostas pessoas, direcionamentos a correligionários, o ex-presidente do PTB vem, reiteradamente, descumprindo as decisões de Vossa Excelência, nas quais objetivava fazer cessar os atos antidemocráticos do ex-presidente do PTB, que se utilizava da estrutura partidária para atingir seus objetivos”. 

Os atos praticados à partir do dia 29/01/2022 pela mentoria de Roberto Jefferson, que está sob a tutela do Estado, e seus apoiadores, devem ser considerados nulos, especialmente a convenção convocada para a realização de novas eleições partidárias, devendo, portanto, avaliar sobre a possibilidade de reforço nas medidas protetivas do investigado, buscando evitar outros atos criminosos e desestabilização político-partidária”.


Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários

Postar um comentário

Cadastre seu e-mail na barra "seguir" para que você possa receber nossos artigos em sua caixa de entrada e nos acompanhe nas redes sociais.