MUNDO: Taiwan: China reage à visita de Nancy Pelosi e anuncia ‘ações militares’

A ditadura chinesa promete reagir severamente em termos militares e diplomáticos aos Estados Unidos por conta da visita da presidente da Câmara dos representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi (Partido Democrata), a Taiwan, país que está na iminência de ser invadido por tropas chinesas.

A ditadura chinesa emitiu um comunicado em que considera a visita como “uma violação severa do princípio de ‘Uma Só China’, infringe severamente a soberania e a integridade territorial da China”. Segundo a ditadura, a viagem de Nancy ”prejudica a paz e a estabilidade no Estreito de Taiwan e emite um sinal errado às forças secessionistas de ‘independência'”.

O clima de tensão geopolítica nos arredores de Taiwan se intensificou após a invasão russa à Ucrânia, que não gerou reações militares dos Estados Unidos nem do Ocidente de forma geral, dando a impressão de impunidade aos regimes autoritários do Oriente.


Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários