BRASIL: MORO EXPÕE PROBLEMA ABSURDO DO GOVERNO LULA

MUNDO: NOVO DADO REVELA COMO ALIDO DE LULA TEM QUEBRADO A ARGENTINA


Em meio à implantação insistente de políticas econômicas comprovadamente fracassadas na Argentina pelo presidente do país, Alberto Fernández, aliado de Lula (PT), um novo dado sobre a inflação suportada pelo povo argentino foi divulgado por uma entidade técnica que mede o indicador em diversas nações.

O Instituto Nacional de Estatísticas e Dados (Indec) informou que a inflação anual da Argentina subiu para quase 90%. Trata-se do maior valor desde 1991. Conforme divulgou o Indec na terça-feira 15, em outubro, a alta foi de 6,3%.

O Indec divulga dados regionais da inflação. Buenos Aires e Patagônia tiveram a inflação mais alta de outubro, com 6,6%, seguidos pelas regiões Noroeste (6,3%), Nordeste (6,2%), Pampeana (6,1%) e Cuyo (6%). O Banco Central argentino subiu em setembro a taxa de juros do país de 69,50% para 75%, uma das maiores do mundo. A medida serve para controlar a inflação.

Entre outras atitudes desastrosas, Alberto promove o congelamento dos preços de mais de 1500 produtos em seu país, o que leva inevitavelmente ao desabastecimento e fortalecimento do mercado negro.


Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários