BRASIL: PGR DENUNCIA CARLA ZAMBELLI POR “INVASÃO”

BRASIL: CPMI DESCOBRE AÇÃO DE EX-MINISTRO DE LULA PARA ADULTERAR RELATÓRIO COMPROMETEDOR DA ABIN



A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de Janeiro retoma suas atividades nesta terça-feira (1º), agendando uma reunião às 9 horas para ouvir o testemunho de Saulo Moura da Cunha, ex-diretor-adjunto da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Cunha ocupava o cargo de diretor da agência no dia 8 de janeiro, data marcada por atos de vandalismo em prédios públicos na Praça dos Três Poderes. Ele deixou a posição no início de março.

Confira detalhes no vídeo:

A convocação de Cunha foi solicitada através de cinco requerimentos, um deles proposto pelo deputado Delegado Ramagem (PL-RJ). A Abin havia emitido diversos alertas sobre possíveis ações ilícitas contra autoridades e bens públicos, conforme noticiado pela imprensa. Segundo o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), esses alertas foram emitidos "até mesmo na véspera das invasões e depredações ocorridas no domingo".

Após as invasões, o governo negou acesso às imagens do circuito interno de segurança do Palácio do Planalto, mas vídeos divulgados pela emissora CNN mostram interações amigáveis entre servidores do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e os invasores durante a ocupação. Surgem, assim, questionamentos sobre a integridade das investigações e a possível manipulação de informações.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários