BRASIL: PGR DENUNCIA CARLA ZAMBELLI POR “INVASÃO”

BRASIL: MAGNO MALTA EXPÕE "ZOMBARIA" DE DINO E "INTIMA" PRESIDENTE DE CPMI

O senador Magno Malta utilizou uma transmissão ao vivo nas redes sociais para protestar contra a atitude do ministro Flávio Dino, indicado por Lula, durante a CPMI do 8 de janeiro. Dino, inicialmente, ignorou um requerimento aprovado pela Comissão para a entrega das imagens do circuito interno do Ministério da Justiça referentes à data.

Confira detalhes no vídeo:


Após Dino não cumprir com o pedido, o presidente da CPMI, deputado Arthur Maia, concedeu um prazo extra de 48 horas para a entrega. A resposta insatisfatória levou Maia a anunciar que recorreria ao Supremo Tribunal Federal. Dino justificou a recusa com alegações de solicitação de autorização a Alexandre de Moraes, também do STF, que foi aceita por Maia. No entanto, após Moraes afirmar que não havia motivo para a não-entrega das imagens, Dino apresentou apenas imagens de duas câmeras do prédio. Magno Malta expressou seu descontentamento, acusando Dino de desrespeitar Maia e pedindo ação enérgica do presidente da CPMI.

Malta também levantou preocupações sobre o viés político da CPMI, comparando-a à polêmica "CPI do Circo" da Pandemia. Alegou que o foco na perseguição política e a falta de investigação efetiva sobre corrupção nos estados e municípios estão prejudicando a credibilidade das investigações. Observou que o procedimento lembra estratégias aplicadas em inquéritos de cortes superiores, resultando em ameaças à imprensa independente e possíveis manipulações da opinião pública.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários