BRASIL: MST INVADE ÁREA DO GOVERNO FEDERAL

BRASIL: MISSIONÁRIA ADVERTE SOBRE "PLANO PARA PRENDER BOLSONARO"

A missionária e capelã Rosângela Justino participou de uma audiência pública na Câmara dos Deputados sobre as Prisões Ilegais do 8 de janeiro, onde instou os parlamentares a examinar os processos ocorridos nos EUA em 6 de janeiro. Ela explicou: “pois tudo o que aconteceu lá também está ocorrendo aqui”. Justino enfatizou a importância de compreender os métodos empregados na América para elucidar a situação no Brasil. A missionária advertiu sobre a possibilidade de prender ex-presidentes tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil. Ela agradeceu aos parlamentares que levaram denúncias à ONU, mas também apontou para a influência da organização nos eventos atuais.

Confira detalhes no vídeo:


Justino ressaltou a necessidade de preservar a soberania brasileira, especialmente para os parlamentares, e chamou a atenção para o fato de que muitos presos têm em comum a fé cristã. Ela questionou as motivações por trás da criminalização dessas pessoas.

A missionária também alertou para armadilhas nas quais conservadores podem cair ao adotar discursos da esquerda. Ela instigou os parlamentares a promoverem debates de ideias mais aprofundados. No contexto atual do Brasil, há crescente preocupação sobre o tratamento desigual a indivíduos que demonstraram apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro. Suas vozes muitas vezes são alvo de investigações, inquéritos secretos e medidas arbitrárias, levantando discussões sobre a proteção dos direitos individuais e a igualdade perante a lei.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários