BRASIL: MORO EXPÕE PROBLEMA ABSURDO DO GOVERNO LULA

VÍDEO: ANDERSON TORRES RESPONDE SOBRE SUPOSTO “PLANO” PARA ATRAPALHAR VOTAÇÃO NO NORDESTE


Durante seu testemunho na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga os acontecimentos do dia 8 de Janeiro, o ex-ministro da Justiça, Anderson Torres, negou de maneira firme quaisquer insinuações de intromissão na atuação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante as eleições de 2022.

O depoimento de Torres perante a CPMI se concentrou na análise das atividades da PRF durante o período eleitoral. Ele rejeitou de forma inequívoca as acusações que sugeriam influência externa nas operações da PRF, esforçando-se para esclarecer as circunstâncias e garantir a lisura do processo eleitoral.

As afirmações do ex-ministro estão causando um impacto considerável na arena política e nas investigações relativas aos acontecimentos do 8 de Janeiro. A CPMI continua a sua diligência para lançar luz sobre os eventos e construir uma compreensão abrangente dos incidentes que marcaram essa data crucial.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários