BRASIL: PGR DENUNCIA CARLA ZAMBELLI POR “INVASÃO”

VÍDEO: DELEGADO APOSENTADO DA PF SE REVOLTA COM "ILEGALIDADES DE MORAES" E FAZ DESABAFO NA CÂMARA


No decorrer de uma audiência pública promovida pela Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados, destinada a analisar as Prisões Ilegais ocorridas no dia 8 de janeiro, o advogado e ex-delegado da Polícia Federal, Geovane Veras Pessoa, representante legal do cacique Tserere, lançou críticas incisivas em direção aos agentes da Polícia Federal e à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), devido às suas ações durante esse episódio e nas prisões em massa que se desencadearam nos inquéritos políticos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Veras expressou sua insatisfação de maneira enfática: “Após ter me aposentado há 4 anos como Delegado da Polícia Federal, a instituição que vejo hoje não coincide mais com aquela que deixei. A atual Polícia Federal não representa os valores que outrora ela defendia, assim como a OAB também não o faz. Sinto desconforto ao testemunhar como os conservadores são tratados nas superintendências. Mesmo representando cerca de 30%, essa minoria me preocupa. A Polícia Federal de hoje não se assemelha àquela que conheci há 4 anos. Ela deixou de representar tanto a sociedade quanto os conservadores”.

O advogado recorreu ao caso do cacique Tserere para ilustrar o grau de abusos presentes nas prisões políticas: “Estou atuando como advogado do cacique Tserere. Alexandre de Moraes deu início a um ato ilegal ao estender o período de prisão temporária de 5 para 10 dias, desrespeitando a Lei 7960, que estabelece o prazo de 5 dias. Esse foi seu primeiro ato ilegal. Posteriormente, no décimo sexto dia, a dra. Lindôra solicitou a revogação da prisão temporária. Moraes ignorou esse pedido e converteu a prisão em preventiva. No dia 20 de maio, ela elaborou um parecer acusando o cacique Tserere de incitação ao crime, sujeito a uma pena de 3 a 6 meses de detenção ou multa. A promotora indiciou sob essas penas. Já apresentamos requerimentos devido ao excesso de tempo da prisão, solicitações de revogação da prisão preventiva e preocupações relacionadas à saúde”.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários