BRASIL: STF FORMA MAIORIA PARA NOVO ENTENDIMENTO SOBRE FORO PRIVILEGIADO

VÍDEO: DEPUTADA BIA KICIS DENUNCIA "OMISSÃO CRIMINOSA" DO GOVERNO LULA


Durante sua transmissão ao vivo semanal, a deputada Bia Kicis compartilhou os avanços da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) referente aos acontecimentos do dia 8 de janeiro, bem como outras investigações ligadas às invasões de prédios públicos, que supostamente estão sendo usadas para perseguir políticos de vertente conservadora e opositores do governo Lula. Durante a live, a deputada abordou um inquérito militar que foi instaurado para investigar possíveis omissões de autoridades, e cujo resultado indicou falhas por parte do Gabinete de Segurança Institucional do governo Lula.

Bia Kicis enfatizou: "O inquérito que visava analisar a atuação dos militares encarregados da segurança do Palácio do Planalto no dia 8 de janeiro isentou as tropas e atribuiu responsabilidade à secretaria de segurança e coordenação presidencial, vinculada ao governo Lula... Esse órgão faz parte do GSI do Lula". A deputada sublinhou que, com uma abordagem mais estratégica, as invasões poderiam ter sido prevenidas ou seus efeitos minimizados.

Ademais, Bia Kicis acrescentou: "Ficou evidente também que o governo Lula negligenciou a aplicação do plano Escudo, um protocolo de segurança que deveria ter sido ativado durante os episódios de vandalismo em 8 de janeiro". A transmissão ao vivo ressalta os debates em torno das investigações relacionadas aos acontecimentos desse dia.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários