BRASIL: PRESIDENTE DE PARTIDO DO CENTRÃO SE ENTREGA À PF

VÍDEO: INQUÉRITO APONTA INDÍCIO DE CULPA DE COMANDANTES E DO GOVERNO NO 8 DE JANEIRO



De acordo com um inquérito policial, foi identificado indícios de erro por parte dos comandantes e do governo durante as invasões ocorridas em 8 de janeiro. O inquérito, conduzido pelo Exército com o objetivo de investigar as ações dos militares na proteção das sedes da Praça dos Três Poderes, concluiu que as tropas não tiveram responsabilidade direta nos incidentes, mas apontou falhas cometidas pelos comandantes e pelo governo.

O relatório, cujos trechos foram divulgados pela Folha de São Paulo em 31 de julho, destaca que órgãos vinculados ao governo Lula e à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal cometeram erros e falhas na contenção dos manifestantes. O inquérito ressalta que o governo deveria ter planejado adequadamente as ações para evitar a invasão ao Palácio do Planalto ou minimizar os danos causados.

A investigação foi conduzida pelo coronel Roberto Jullian da Silva Graça, que atualmente é chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Planalto. O inquérito apontou indícios de responsabilidade na Secretaria de Segurança e Coordenação Presidencial, assim como no Departamento de Segurança Presidencial. O general Gonçalves Dias, que estava no comando desses órgãos na época dos incidentes, pediu demissão em abril após a divulgação de imagens que mostravam ele e outros membros circulando entre os manifestantes sem repreensão. O inquérito militar foi finalizado em 2 de março, com um complemento apresentado 12 dias depois.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários