BRASIL: STF FORMA MAIORIA PARA NOVO ENTENDIMENTO SOBRE FORO PRIVILEGIADO

VÍDEO: MORAES DESCUMPRE ACORDO COM CPI E DEIXA PARLAMENTARES "A VER NAVIOS"


A CPI do 8 de Janeiro, instalada na Câmara Legislativa do Distrito Federal (DF), enfrenta um dilema em suas investigações. O Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ainda não compartilhou informações relevantes sobre a investigação em curso na corte, que trata das invasões e assédios aos três poderes ocorridos em março.

Durante uma reunião no gabinete de Moraes no Tribunal Superior Eleitoral, os deputados distritais estabeleceram um acordo para o compartilhamento de provas obtidas na investigação. No entanto, o ministro deixou claro que informações sigilosas não seriam compartilhadas com os parlamentares, sob nenhuma circunstância.

Meses após o acordo, nenhum dado relevante chegou às mãos dos membros da CPI. Diante dessa situação, a comissão tomará medidas para obter as informações cruciais para o desenvolvimento das investigações. Será enviado um ofício ao Ministro Alexandre de Moraes, solicitando o envio das informações necessárias para esclarecer os fatos em questão. A CPI do 8 de Janeiro do DF aguarda, assim, a colaboração do STF para prosseguir com suas diligências de apuração e transparência.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários