BRASIL: MST INVADE ÁREA DO GOVERNO FEDERAL

VÍDEO: PRESIDENTE DE CPI REAGE A "SABOTAGEM" DO GOVERNO E EXPÕE "GRAVES PROVAS" OBTIDAS PELA COMISSÃO

O deputado Tenente-Coronel Zucco, líder da CPI do MST, discutiu os recentes desdobramentos durante sua transmissão ao vivo semanal. A comissão, que investiga os chamados "movimentos sociais", testemunhou a substituição de membros para incluir deputados alinhados ao governo Lula, gerando preocupações sobre a paralisação das investigações.

Durante a live, o deputado apresentou trechos de vídeos colhidos durante diligências em Alagoas, expondo documentos que corroboram o financiamento direto de manifestações por meio de recursos públicos. Os vídeos também revelaram denúncias relacionadas a possíveis casos de trabalho escravo.

O deputado estadual Gustavo Victorino, também presente na live, alertou para a potencial criação de uma organização paramilitar a partir desses contextos. Ele fez comparações com grupos durante ditaduras em países sul-americanos e instou por justiça imediata. O Tenente-Coronel Zucco enfatizou a seriedade das provas coletadas. Ele salientou que agentes públicos podem estar financiando diretamente movimentos que invadem e destroem propriedades públicas e privadas, usando a população como peões em seus próprios interesses. Zucco assegurou que o trabalho da CPI continuará sem interrupções e destacou que ainda há mais evidências a serem reveladas.


Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários