BRASIL: CRIMINOSOS TENTAM FURTAR DOAÇÕES DESTINADAS AO RS

VÍDEO: DEPUTADO AGREDIDO POR COLEGA PETISTA NA CÂMARA CHORA A RELATAR O CASO

Durante uma acalorada sessão na Câmara dos Deputados, vários parlamentares, incluindo membros da esquerda, condenaram veementemente a agressão física perpetrada pelo deputado petista Quaquá contra seu colega Messias Donato. Surpreendentemente, a deputada petista Ana Paula subiu à tribuna para defender o agressor, gerando revolta ao afirmar que Quaquá foi, na verdade, o agredido. As declarações provocaram reações indignadas, com parlamentares contestando a versão da deputada e classificando-a como "vergonhosa" e "mentirosa".

Em resposta à defesa do agressor, Messias Donato, vítima da agressão física, lembrou à deputada que todos os parlamentares representam a população através do voto popular. Donato expressou seu sentimento de humilhação diante do ocorrido, ressaltando que Quaquá proferiu ofensas verbais antes da agressão física. Donato ainda destacou as declarações do agressor à imprensa, onde admitiu orgulhosamente sua ação, reforçando a gravidade do incidente.

O deputado agredido relatou: "Eu estava cumprindo os procedimentos jurídicos adequados quando me deparei com uma reportagem em que ele afirmou: 'Eu bati mesmo; e, se eu puder, eu bato de novo'". O episódio revela a tensão política e a falta de consenso sobre os limites aceitáveis no ambiente parlamentar, deixando a Câmara dos Deputados em meio a debates acalorados sobre respeito e ética no exercício do mandato.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários