MUNDO: PUTIN FAZ EXIGÊNCIAS PARA PARAR GUERRA COM A UCRÂNIA

VÍDEO: PROJETO DE LEI CONTROVERSO ENVOLVENDO APOSTAS DIVIDE OPINIÕES NO CONGRESSO

O deputado federal Sóstenes Cavalcante, do Partido Liberal (PL), concedeu uma entrevista a José Maria Trindade para analisar o projeto que visa regulamentar as apostas eletrônicas no Brasil. O debate sobre a regulamentação dessa prática tem dividido o Congresso Nacional, especialmente entre as bancadas religiosas, que se opõem veementemente à medida.

Sóstenes Cavalcante, membro da bancada evangélica, destacou a necessidade de responsabilidade diante do tema das apostas eletrônicas. O deputado resiste à proposta, argumentando que os jogos de azar viciam, afetando especialmente aposentados e comprometendo a renda dos mais pobres. Ele enfatizou que o texto aprovado pelo Senado, que retirou as máquinas caça-níqueis, foi ajustado para regulamentar o que já existe e é praticado no Brasil, sem controle adequado.

A polêmica se estende à tentativa de incluir bingos e cassinos eletrônicos, o que Sóstenes Cavalcante rejeita veementemente. Ele destaca que a legislação brasileira proíbe bingos e cassinos desde 1940, e a discussão sobre jogos eletrônicos deveria seguir uma revisão legislativa adequada antes de ser abordada. O deputado evangélico se une a outros setores que resistem à aprovação do projeto, incluindo a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários