BRASIL: TARCÍSIO DE FREITAS BATE MARTELO EM LEILÃO DA B3

VÍDEO: JUDICIÁRIO DETERMINA RETOMADA DE SERVIÇO DE ABORTO EM HOSPITAL DE SP

A Justiça Paulista determinou que a prefeitura de São Paulo retome o serviço de aborto legal no Hospital Vila Nova Cachoeirinha, localizado na zona norte da cidade. A suspensão desse tipo de procedimento, permitido por lei em casos como gravidez resultante de estupro, anencefalia ou risco à vida da gestante, ocorreu em dezembro do ano passado. O Ministério Público Federal cobrou esclarecimentos, e a decisão judicial veio após uma ação popular movida por políticos locais. O juiz ordenou que a prefeitura reative o serviço e realize a busca ativa para atender as pacientes que tiveram o procedimento negado. A prefeitura, que tem 10 dias para cumprir a decisão, está sujeita a multa diária de R$50.000 em caso de descumprimento.

A medida de suspensão, segundo a prefeitura, visava a reorganização da rede hospitalar e a realização de mutirões de cirurgias, incluindo procedimentos relacionados à saúde da mulher. Em nota, a administração municipal afirmou que o serviço de aborto legal continua disponível em quatro hospitais da cidade, independentemente do período gestacional, e em hospitais estaduais. 

Vale ressaltar que a unidade na Vila Nova Cachoeirinha era a única no estado a realizar esse procedimento para gestações além das 22 semanas. A decisão judicial busca garantir o acesso a procedimentos legalmente permitidos e destaca a importância do cumprimento das normas vigentes, assegurando os direitos das gestantes.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários