BRASIL: MINISTRO DE LULA FALA EM CRIAR COTAS PARA “TRANS”

BRASIL: CORREÇÃO DA TABELA DO IR DECEPCIONA AUDITORES FISCAIS

O Sindicato que representa os auditores fiscais da Receita Federal expressou profunda frustração com a medida provisória que amplia a isenção do imposto de renda para quem ganha até dois salários mínimos. Segundo o presidente da Unafisco Nacional, Mauro Silva, a decisão é vista como um paliativo para o governo, pois aborda apenas uma parcela da população, sem lidar com as desigualdades tributárias existentes. A promessa do governo federal de isentar quem ganha até 5.000 por mês do imposto não foi cumprida, conforme destacado pelo sindicato.

Confira detalhes no vídeo:



A Unafisco ressalta a sobrecarga da classe média brasileira diante das políticas tributárias, enquanto os mais ricos permanecem isentos do imposto de renda sobre lucros e dividendos. A entidade considera decepcionante a contradição do governo, que, após reafirmar uma promessa de campanha, adota uma medida que não abrange todos os contribuintes. A Unafisco reitera a necessidade de uma abordagem equitativa na correção da tabela do imposto de renda.

Espera-se que o presidente Lula, nos próximos dias, apresente um projeto de lei ou uma medida provisória para uma verdadeira correção da tabela do imposto de renda, atendendo às expectativas dos contribuintes e garantindo uma abordagem justa e equitativa. A Unafisco enfatiza a importância de políticas tributárias que considerem toda a estrutura socioeconômica do país para promover maior equidade fiscal.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários