BRASIL: TARCÍSIO DE FREITAS BATE MARTELO EM LEILÃO DA B3

BRASIL: DECISÃO RECENTE DE TOFFOLI DIVIDE MINISTROS

As decisões monocráticas do Ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, que favoreceram empresas como J&F e Odebrecht continuam gerando repercussão. Após manifestações da Procuradoria Geral da República sobre as determinações de Toffoli e divergências entre os magistrados, a questão deve retornar ao plenário do STF.

Confira detalhes no vídeo:

Segundo informações do jornal "O Estado de São Paulo", ao menos cinco ministros do STF expressaram dúvidas sobre os despachos de Toffoli, especialmente em relação à validade das provas obtidas pela Lava Jato e ao uso de mensagens entre procuradores. Toffoli suspendeu multas bilionárias e determinou investigações, suscitando debates sobre a condução do caso.

Com a falta de unanimidade no plenário, é provável que Toffoli encaminhe o recurso da Procuradoria Geral da República à Segunda Turma do STF. As divergências sobre a condução dos processos e a possibilidade de revisão das decisões monocráticas indicam um debate contínuo sobre o papel do Judiciário e os desdobramentos da Operação Lava Jato.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários