BRASIL: TARCÍSIO DE FREITAS BATE MARTELO EM LEILÃO DA B3

VÍDEO: ADVERSÁRIA DE TRUMP SOFRE DERROTA INUSITADA NAS PRIMÁRIAS

Na última terça-feira, republicanos do estado de Nevada foram às urnas para as primárias que definirão o candidato do partido nas eleições finais do ano. Surpreendentemente, a única candidata na disputa, Nick Hailey, perdeu para a opção "Nenhum dos Candidatos". Segundo pesquisas, 61% dos eleitores republicanos escolheram essa opção, enquanto apenas 32% votaram em Hailey. A peculiaridade do resultado se deve a uma disputa judicial entre os partidos republicano e democrata e a justiça eleitoral local, que preferiam realizar um caucus, método tradicionalmente usado pelos partidos para escolher candidatos.

Apesar de simbólica, a derrota de Hailey não teria impacto prático, pois mesmo se vencesse, não somaria delegados para sua chapa no partido. A candidata, que já enfrenta derrotas consecutivas, busca minimizar o resultado, acusando a campanha de Donald Trump de manipulação. Com as próximas primárias na Carolina do Sul, onde Hailey foi governadora, sua campanha enfrenta desafios significativos e possíveis perdas de apoio financeiro.

A derrota simbólica de Nick Hailey nas primárias republicanas de Nevada revelou desafios crescentes para a pré-candidata. Enfrentando a opção "Nenhum dos Candidatos", Hailey viu uma expressiva maioria de eleitores republicanos rejeitarem sua candidatura. Embora a derrota não tenha impacto prático, ela expõe fissuras na campanha de Hailey, que tem nas próximas primárias da Carolina do Sul sua última aposta. Com derrotas consecutivas, a pré-candidata enfrenta possíveis reduções no financiamento de sua campanha e a crescente dificuldade de superar Donald Trump na disputa interna do partido.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários