BRASIL: MST INVADE ÁREA DO GOVERNO FEDERAL

VÍDEO: MAURO CID PODE VOLTAR À PRISÃO POR SUPOSTA “OCULTAÇÃO DE INFORMAÇÕES” EM DELAÇÃO

O ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro está diante da possibilidade de ser novamente preso, desta vez sob suspeita de ocultação de informações, incluindo um vídeo divulgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que documenta uma reunião ministerial do ex-presidente em julho de 2022. 

A defesa do tenente-coronel argumenta que a responsabilidade recai sobre a Polícia Federal, alegando que não foram feitas perguntas específicas sobre o referido caso durante o processo de delação premiada em setembro de 2023.

A iminência de um novo período de detenção destaca a complexidade e as reviravoltas nas investigações relacionadas ao ex-ajudante de ordens, ressaltando a importância das informações que ele pode ter omitido. A alegação de erro por parte da Polícia Federal adiciona uma camada de controvérsia à disputa jurídica em torno do caso, evidenciando as nuances do processo legal e as estratégias das partes envolvidas.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários