BRASIL: MINISTRO DE LULA FALA EM CRIAR COTAS PARA “TRANS”

VÍDEO: POLÍCIA É ACIONADA PARA CONTER MANIFESTANTES NAS PORTAS DO CONGRESSO ARGENTINO

Buenos Aires testemunhou um cenário tenso enquanto manifestantes ocupavam as ruas em oposição às reformas propostas pelo presidente Javier Milei. Os protestos, que visavam bloquear vias no centro da capital, resultaram em confrontos com a tropa de choque, levando à intervenção policial para dispersar a multidão. O presidente havia alertado anteriormente sobre a repressão a protestos que causassem transtornos à população, como o fechamento de vias.

Os confrontos aconteceram nas proximidades do Congresso, onde os manifestantes buscavam expressar sua insatisfação com as propostas reformistas. A normativa, assinada pelo presidente Milei, autoriza a detenção daqueles que se opuserem às ações policiais, em um contexto de tensão política que marca o início do governo.

Diante do clima de insatisfação e resistência às reformas, o presidente argentino enfrenta desafios significativos para avançar com suas propostas. As manifestações, predominantemente compostas por sindicatos e grupos peronistas, destacam a polarização política na Argentina, enquanto Milei busca negociar e aprovar medidas consideradas cruciais no Congresso.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários