BRASIL: PGR DENUNCIA CARLA ZAMBELLI POR “INVASÃO”

VÍDEO: POLÍCIA PRENDE HOMEM QUE ABRIGOU FUGITIVOS DE PRESÍDIO FEDERAL

Os dois fugitivos da penitenciária de segurança máxima de Mossoró, Tatu e Deisim, continuam foragidos após 13 dias de fuga. Janaína Camelo, nossa repórter em Brasília, informa que uma nova prisão ocorreu, desta vez de um mecânico, Ranildo da Silva Fernandes, dono do sítio onde os criminosos estavam escondidos. 

Inicialmente, ele alegou coação, mas a polícia descobriu que recebeu R$ 5.000 para abrigar e alimentar os fugitivos. Enquanto as buscas continuam com mais de 600 homens na região, o Ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, assinou um acordo de cooperação com a Alemanha para o combate a organizações criminosas. 

Apesar de afirmar que a fuga é um caso isolado, a situação destaca falhas no sistema penitenciário brasileiro, gerando discussões sobre privatização para melhorar as condições.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários