BRASIL: PGR DENUNCIA CARLA ZAMBELLI POR “INVASÃO”

BRASIL: JUDICIÁRIO DETERMINA EXCLUSÃO DE POSTAGEM DE BOULOS EM REDE SOCIAL

A Justiça Eleitoral determinou que o pré-candidato à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, retire em até 24 horas uma publicação de pesquisa de intenções de voto de suas redes sociais, sob pena de multa diária de R$ 10.000. A medida foi tomada devido a irregularidades percebidas na exibição dos dados da pesquisa, após ação protocolada por outros políticos, incluindo o atual prefeito Ricardo Nunes e a deputada federal Tabata Amaral, ambos pré-candidatos à reeleição.

Confira detalhes no vídeo:

A ação na Justiça Eleitoral foi resultado de reclamações sobre a forma como a equipe de Boulos apresentou os dados da pesquisa da Real Time Big Data em suas redes sociais. A publicação, que misturou cenários diferentes, foi considerada problemática pelos reclamantes, levando à determinação judicial para sua remoção imediata.

O embate jurídico em torno da exibição da pesquisa de intenções de voto evidencia a intensidade da pré-campanha eleitoral em São Paulo, com os candidatos buscando vantagens e assegurando o cumprimento das regras estabelecidas pela Justiça Eleitoral para garantir uma competição justa e equilibrada.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários