BRASIL: PGR DENUNCIA CARLA ZAMBELLI POR “INVASÃO”

BRASIL: QUEIMADAS NA AMAZÔNIA BATEM RECORDE EM FEVEREIRO

O Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (IMP) divulgou dados alarmantes nesta semana: a Amazônia enfrentou um recorde de focos de incêndio em fevereiro. Quase 3.000 pontos de queimadas foram identificados por imagens de satélite até a última segunda-feira, de acordo com o órgão vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia. O governo anterior admitiu ao Estadão que a estrutura de combate ao fogo na região era insuficiente, apesar das contratações adicionais de brigadistas. Especialistas alertaram sobre os efeitos do fenômeno climático El Niño, que agrava a estiagem na Amazônia.

Confira detalhes no vídeo:

Enquanto os incêndios se intensificam na Amazônia, críticas surgem em relação ao silêncio de artistas e ambientalistas sobre o problema. Parlamentares de oposição questionaram essa postura, enquanto senadores apontaram para uma suposta "indignação seletiva" e hipocrisia por parte dos ativistas. O debate se amplia em meio a acusações políticas, com o governo anterior e o atual trocando responsabilidades e críticas diante da crise ambiental que assola a região.

A questão ambiental na Amazônia ganha relevância global, com preocupações sobre o impacto das queimadas e o aumento do desmatamento. Enquanto os incêndios persistem, o debate sobre a responsabilidade e a ação efetiva para proteger a maior floresta tropical do mundo continua a gerar controvérsias e demanda por medidas concretas.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários