BRASIL: STF FORMA MAIORIA PARA NOVO ENTENDIMENTO SOBRE FORO PRIVILEGIADO

VÍDEO: FACÇÕES CRIMINOSAS DE SÃO PAULO E BAHIA SE ALIAM

Os governadores dos estados do Sul e Sudeste do Brasil uniram forças em um pacto regional de segurança pública para enfrentar o crime organizado. O acordo prevê a criação de um gabinete integrado de inteligência, facilitando o compartilhamento de informações entre as forças policiais dessas regiões. Um curso conjunto será ministrado aos policiais para promover a integração, padronização de procedimentos e técnicas. Além disso, o pacto propõe mudanças na legislação brasileira para fortalecer a abordagem contra o crime organizado, bem como a realização de compras compartilhadas de equipamentos de segurança.

A facção "Bonde do Maluco", originada em 2025 dentro de um presídio em Salvador (BA), recentemente formou uma aliança com o Primeiro Comando da Capital (PCC), alerta relatório do Ministério da Justiça. O documento destaca o potencial risco dessa facção adquirir alcance nacional, sendo considerada uma das maiores e mais perigosas do país, com envolvimento no tráfico internacional de drogas. O Ministério da Justiça enfatiza a importância de ações preventivas e estratégias para enfrentar esse crescente desafio no cenário da segurança pública brasileira.

O pacto regional entre os governadores do Sul e Sudeste para fortalecer a segurança pública destaca a necessidade de uma abordagem unificada contra o crime organizado. A criação de um gabinete integrado de inteligência, cursos conjuntos para policiais e mudanças na legislação refletem o compromisso conjunto dessas regiões. Paralelamente, o alerta do Ministério da Justiça sobre a aliança entre "Bonde do Maluco" e PCC ressalta a urgência de medidas preventivas e estratégias coordenadas para lidar com essa ameaça crescente no cenário criminal brasileiro.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários