BRASIL: MST INVADE ÁREA DO GOVERNO FEDERAL

VÍDEO: LEVANTAMENTO APONTA PERCEPÇÃO DA POPULAÇÃO SOBRE STF

Uma pesquisa recente da Geni Quest trouxe à tona inquietações significativas entre os brasileiros em relação ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo o levantamento, 74% dos entrevistados acreditam que o STF incentiva a corrupção, especialmente ao anular punições relacionadas à Operação Lava Jato, envolvendo empreiteiras. Surpreendentemente, essa percepção é mais acentuada entre os eleitores do ex-presidente Jair Bolsonaro do que entre os apoiadores de Lula.

A pesquisa, realizada entre 25 e 27 de fevereiro deste ano, ouvindo presencialmente 2.000 pessoas, revelou que apenas 15% acompanhavam de perto as notícias sobre a Lava Jato, enquanto quase 30% acompanhavam de forma mais superficial. Outros 28% declararam ter ouvido falar, mas sem acompanhar as informações, e 20% afirmaram nunca ter acompanhado nada sobre o assunto. A pesquisa evidencia a profundidade da preocupação e da desconfiança em relação às decisões do STF.

Entre os casos citados, destacam-se multas bilionárias contra empresas como JBS e Odebrecht, que levantaram questionamentos sobre a atuação do STF. Essa desconfiança se estende a episódios como a soltura do traficante André do Rap e a devolução de seu patrimônio, gerando desconforto e questionamentos sobre a integridade das decisões do Supremo Tribunal Federal. A pesquisa revela uma crescente insatisfação e a necessidade de um debate mais amplo sobre a confiança na instituição e a busca por transparência e responsabilidade em suas decisões.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários