BRASIL: STF FORMA MAIORIA PARA NOVO ENTENDIMENTO SOBRE FORO PRIVILEGIADO

VÍDEO: LULA DEFENDE DITADOR E PEDE “PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou sua satisfação com a definição da data das eleições presidenciais na Venezuela, marcada para 28 de julho, coincidentemente, no aniversário do falecido ditador Hugo Chávez. A declaração foi feita durante um evento com o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, e levantou críticas e controvérsias.

Ao ser questionado sobre a confiabilidade das eleições na Venezuela, Lula defendeu a presunção de inocência e sugeriu aguardar o desfecho do processo para julgar sua legitimidade. Enquanto isso, a principal política de oposição, Maria Corina Machado, que foi declarada inelegível por 15 anos pelo Supremo Tribunal da Venezuela, rebateu as declarações de Lula, acusando-o de validar os abusos do ditador Maduro.

A situação na Venezuela, sob um regime acusado de repressão política, levanta questionamentos sobre a realidade das eleições e a presença de observadores internacionais, enquanto a oposição denuncia irregularidades e falta de transparência no processo.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários