BRASIL: MST INVADE ÁREA DO GOVERNO FEDERAL

VÍDEO: MARCO FELICIANO REBATE “PASTOR” DO PSOL NA CÂMARA

Durante uma acalorada sessão na Câmara dos Deputados, o deputado Pastor Henrique Vieira provocou controvérsia ao lançar uma série de ataques à ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, ao pastor Silas Malafaia e a outras lideranças cristãs. Vieira afirmou que o discurso de Michelle Bolsonaro representa "algo muito perigoso e violento", sugerindo uma possível tentativa de manipulação do Estado em favor de uma forma específica de religião. Ele expressou preocupação com a possibilidade de imposição dessa visão religiosa à sociedade brasileira por meio das leis e do poder estatal.

Em resposta às críticas, o deputado Pastor Marco Feliciano defendeu veementemente Michelle Bolsonaro, destacando sua importância como a "mulher mais amada do Brasil". Feliciano também rejeitou os ataques ao Pastor Silas Malafaia, ressaltando seu papel como líder de milhões de pessoas e uma voz influente na nação. A polêmica levantada na sessão revelou divisões profundas entre os legisladores, especialmente em meio a temas sensíveis envolvendo religião e política.

Essa troca intensa de palavras reflete a tensão crescente no cenário político, onde líderes religiosos e figuras públicas se tornam alvos de disputas acaloradas e debates inflamados. O episódio na Câmara dos Deputados destaca a polarização persistente e o desafio de conciliar visões divergentes em um ambiente político cada vez mais fragmentado.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários