BRASIL: MST INVADE ÁREA DO GOVERNO FEDERAL

VÍDEO: ONU APONTA CRIMES SOMBRIOS COMETIDOS PELO HAMAS DURANTE ATAQUE A CIVIS EM ISRAEL

Um relatório publicado pela ONU confirmou a existência de evidências que apontam para crimes sexuais cometidos por terroristas do Hamas durante a invasão em Israel, ocorrida em 7 de outubro do ano passado. As Nações Unidas analisaram extensas horas de filmagem, fotografias e relatos de reféns, destacando traços de tortura sexual, mutilação genital e outros abusos. O relatório, divulgado recentemente, visa divulgar detalhes das atrocidades e elevar a preocupação sobre o estado das vítimas, muitas das quais continuam em custódia do grupo terrorista.

Apesar das negações do Hamas em relação às acusações, a ONU declarou que uma investigação mais aprofundada seguirá nos próximos meses. Cerca de 12 pessoas permanecem sequestradas, aumentando a inquietação em relação ao destino desses civis capturados durante o ataque. Enquanto isso, um acordo de cessar-fogo, desconsiderado por ambas as partes, indica que a paralisação das hostilidades e o retorno dos reféns podem estar longe de serem alcançados. O Hamas recusa-se até mesmo a fornecer uma lista com os nomes dos reféns, dificultando o avanço do acordo.

Direto de Siena, na região da Toscana, nosso correspondente Luca Bassani compartilha imagens deslumbrantes enquanto fornece detalhes do relatório da ONU. A cidade histórica destaca-se por sua importância durante o Renascimento e pela famosa corrida de cavalos Palio di Siena. Luca encerra mencionando a beleza da cidade, especialmente com as temperaturas ascendentes na primavera europeia, enquanto continua a cobrir os acontecimentos na região.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários