BRASIL: MST INVADE ÁREA DO GOVERNO FEDERAL

VÍDEO: STJ TOMA DECISÃO SOBRE AÇÃO DE ARTHUR LIRA CONTRA RENAN CALHEIROS

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu manter ativa a ação de calúnia movida pelo presidente da Câmara dos Deputados, Artur Lira, contra o senador Renan Calheiros. A disputa entre os políticos alagoanos, uma longa contenda na "República de Alagoas", ganhou destaque no cenário nacional. O processo envolve uma suposta interferência de Renan Calheiros na Polícia Federal do estado. Artur Lira acionou a Suprema Corte para reverter a decisão do tribunal que havia arquivado o caso devido a atrasos nas custas processuais. Com quatro votos a favor e um contra, a ação continuará no Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

A decisão do STJ manteve viva a ação de calúnia de Artur Lira contra Renan Calheiros, evidenciando a antiga rivalidade entre os políticos alagoanos. A disputa ganha ainda mais destaque por envolver a suposta interferência do senador na Polícia Federal local. O tribunal decidiu que o atraso no pagamento das custas não é motivo para o afastamento da ação penal, reacendendo a controvérsia que agora seguirá para o Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

A briga política entre Artur Lira e Renan Calheiros, marcada por sua longa história de embates e rivalidades, ganha novo capítulo com a decisão do STJ de manter ativa a ação de calúnia. A disputa revela nuances políticas e estratégias que permeiam as relações no cenário nacional, enquanto os políticos alagoanos continuam a protagonizar confrontos públicos.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários