BRASIL: CRIMINOSOS TENTAM FURTAR DOAÇÕES DESTINADAS AO RS

BRASIL: CORTE DE MAIS DE R$ 200 MILHÕES NA MARINHA GERA DEMISSÕES

O comandante da Marinha brasileira, Almirante Marcos Sampaio Olsen, revelou em declarações nesta segunda-feira (29) que o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub) enfrentou um bloqueio de cerca de R$ 200 milhões. Esse bloqueio levou à demissão de aproximadamente 200 pessoas que estavam envolvidas no projeto estratégico para a defesa nacional.

Confira detalhes no vídeo:


O Prosub é um programa de grande relevância para o Brasil, visando o desenvolvimento de submarinos nucleares e convencionais, bem como a construção de um estaleiro e de uma base naval. A interrupção das atividades e a demissão de funcionários representam um revés significativo para o programa, que visa fortalecer as capacidades de defesa do país.


O bloqueio de recursos e as demissões ressaltam os desafios enfrentados pelo governo brasileiro para manter e expandir projetos estratégicos, especialmente em um cenário econômico desafiador. A Marinha e o governo terão que buscar alternativas para garantir a continuidade e o sucesso do Prosub.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários

  1. Lamentável!que oficiais generais se renderam a um delinquente!eles 0or si mesmos, estão acabando com a nossa gloriosa Marinha do Brasil!triste!e real! adsumus!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Cadastre seu e-mail na barra "seguir" para que você possa receber nossos artigos em sua caixa de entrada e nos acompanhe nas redes sociais.