VÍDEO: MORAES ACUSA UOL DE “FAKE NEWS E NOTÍCIAS FRAUDULENTAS”

VÍDEO: EX-CHANCELER DE BOLSONARO ANALISA IMPLICAÇÕES DE DENÚNCIAS CONTRA MORAES NO CONGRESSO DOS EUA

Durante o programa Código-Fonte, o ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, abordou a relevância da audiência pública nos Estados Unidos que discute as violações de direitos de brasileiros por Alexandre de Moraes e pelo judiciário sob seu controle. 

Araújo destacou que, no Brasil, o debate está cerceado, com ameaças de desumanização, perda de renda e liberdade para os que se manifestam. Ele salientou que o Congresso americano está cumprindo um papel que deveria ser desempenhado pelo Congresso brasileiro.

Para Araújo, a atuação do Congresso dos EUA representa uma esperança para os brasileiros perseguidos, diante da falta de ação do Congresso nacional. Ele mencionou uma declaração do ex-presidente Bolsonaro em uma entrevista internacional, na qual afirmou que as provas de interferência nas eleições brasileiras deveriam ser apresentadas pelos EUA. Essa situação, segundo Araújo, demonstra a ausência de instituições livres no Brasil, incluindo um Judiciário que respeite as liberdades fundamentais.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários