BRASIL: EXCESSO DE CHUVAS EM SC CAUSA ALAGAMENTOS E APREENSÃO

VÍDEO: PARLAMENTARES PRESSIONAM TSE CONTRA LULA APÓS FALA CONTROVERSA EM EVENTO COM BOULOS

Durante um evento pouco frequentado no Primeiro de Maio em São Paulo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um pedido explícito de votos para o deputado Guilherme Boulos, pré-candidato à prefeitura. A transmissão do discurso pela televisão estatal e outros meios levantou debates sobre a legalidade da ação, já que fazer campanha antes do período permitido é proibido por lei eleitoral.


A economista Marina Helena, também pré-candidata à prefeitura, anunciou que vai mover uma ação na Justiça Eleitoral contra a pré-campanha de Guilherme Boulos, alegando propaganda antecipada. Além disso, ela denunciou Lula ao Ministério Público por abuso de poder político, argumentando que o presidente usou a máquina pública para práticas ilegais. Marina comparou o caso com a decisão do TSE de declarar Bolsonaro inelegível por acusações semelhantes.


A reação nas redes sociais levantou questões sobre a consistência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ao lidar com casos de abuso de poder político e propaganda eleitoral antecipada. Cidadãos e parlamentares questionam se o TSE aplicará a mesma punição a Lula que foi aplicada ao presidente Bolsonaro, evidenciando preocupações com a igualdade na aplicação da lei.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários