BRASIL: BANCO CENTRAL DIVULGA ATA COM “CRÍTICA VELADA” AO GOVERNO LULA

Na reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central, encerrada na última quarta-feira (19), foi decidido manter a taxa básica de juros (Selic) em 10,50% ao ano, interrompendo um ciclo de cortes que vinha ocorrendo desde agosto de 2023. A decisão reflete a preocupação do Banco Central em controlar a inflação e estabilizar a economia, em meio a um cenário econômico desafiador.

Confira detalhes no vídeo:


A ata divulgada após a reunião trouxe uma análise cuidadosa da conjuntura econômica, com observações que, indiretamente, podem ser interpretadas como críticas à gestão econômica do governo. Questões como a sustentabilidade fiscal, políticas de ajuste e o impacto das decisões governamentais na economia foram abordadas com um tom de cautela.


Esse posicionamento do Banco Central indica um alinhamento estratégico com a necessidade de manter a estabilidade macroeconômica, ao mesmo tempo em que sinaliza uma avaliação rigorosa das políticas econômicas em vigor.

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários