BRASIL: ENTIDADE REGULADORA MATÉM SUSPENSÃO AO DONO DO FACEBOOK E DO INSTAGRAM

A Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) decidiu, nesta terça-feira (09), rejeitar um recurso apresentado pela Meta, mantendo a ordem que proíbe a empresa de utilizar dados de brasileiros para treinar suas ferramentas de inteligência artificial. A decisão reafirma a determinação da ANPD de proteger a privacidade dos usuários e assegurar que suas informações pessoais não sejam usadas sem o devido consentimento.

Confira detalhes no vídeo:


A decisão da ANPD surge em um contexto de crescente preocupação com a forma como grandes corporações manejam dados pessoais para desenvolvimento de tecnologias avançadas. A medida visa garantir que a coleta e o uso de informações sejam realizados de maneira transparente e em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que estabelece regras rigorosas para o tratamento de dados no Brasil.


A manutenção da decisão pela ANPD representa um importante passo na regulamentação do uso de dados pessoais e reforça o compromisso das autoridades brasileiras com a proteção da privacidade dos cidadãos. A Meta terá que ajustar suas práticas e buscar formas alternativas de treinar suas tecnologias sem violar a legislação brasileira.

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários