Brasil: na reta final da CPI da Covid, senador Jorginho Mello comenta conduta da cúpula e diz que "queria ter dado uma porrada" em Renan Calheiros


O senador Jorginho Mello (PL-SC), que compõe a Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, no grupo dos parlamentares governistas, comentou, em entrevista a uma rádio de Santa Catarina, sobre a reta final da CPI, sobre a conduta adotada pela cúpula até o momento e também a respeito do relatório redigido por Renan Calheiros (MDB-AL):

"Quando ele [Renan Calheiros] me chamou de vagabundo, o sangue ferveu. Eu disse: ‘vagabundo é tu, picareta, sem vergonha, ladrão que o país conhece’. Aí eu levantei e ele levantou. Ele queria vir para o embate. Infelizmente, não deu. Eu queria ter dado uma porrada no meio dos córneos dele, porque ele é um sujo que o país conhece e envergonha o Senado. [...] Ele quer condenar o presidente. Ladrão não condena ninguém nesse país.", disse ele.


Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp!  Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários