BRASIL: MST INVADE ÁREA DO GOVERNO FEDERAL

BRASIL: DEPUTADA CONFRONTA PARLAMENTAR DO PSOL E DENUNCIA CRIMES DO MST

Durante seu discurso na CPI do MST, a deputada federal Caroline de Toni, aliada do ex-presidente Jair Bolsonaro, expôs crimes cometidos por membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e acusou a existência de doutrinação nas salas de aula, com o intuito de ocultar tais práticas e apresentar o movimento de forma positiva para crianças e adolescentes.

Caroline também refutou as falácias de parlamentares de esquerda, questionando as ações do PT ao longo dos anos em relação ao MST. Ela destacou a falta de saneamento básico e questionou quantos assentados na Bahia receberam títulos de propriedade do INCRA. A deputada ressaltou que muitos são mantidos reféns do movimento, sem independência e autonomia para obter financiamentos. Ela também mencionou as reformas agrárias realizadas durante o governo Bolsonaro, que concedeu mais de 400 mil títulos de terra.

A congressista expôs a hipocrisia de alguns parlamentares de esquerda que se autodenominam defensores dos pobres, ressaltando que é fácil falar de justiça social com iPhones e bolsas de grife. Caroline questionou por que essas pessoas não vendem suas bolsas para compartilhar com os menos privilegiados e promover a tão falada justiça social.

O pronunciamento da deputada lança luz sobre o debate acerca das práticas e ideologias do MST, reacendendo as discussões sobre a atuação do movimento e seus impactos sociais.

Confira detalhes no vídeo:

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários