BRASIL: SENADOR IZALCI ANALISA ANDAMENTO DA PEC DAS DROGAS

BRASIL: DEPUTADO SARGENTO GONÇALVES PRESSIONA PACHECO E DENUNCIA NOVAS ARBITRARIEDADES DE MORAES


Durante uma audiência na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, o deputado federal Sargento Gonçalves proferiu um discurso impactante, no qual denunciou supostas arbitrariedades e ilegalidades nos inquéritos conduzidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Com emoção, o parlamentar ressaltou a injustiça sofrida por cidadãos inocentes e externou sua inquietação quanto ao estado do Estado de Direito e da aplicação da lei no Brasil.

Confira detalhes no vídeo:

No início de seu pronunciamento, o deputado fez menção a uma passagem bíblica que aborda a negligência da justiça e do direito. Ele sublinhou a contemporaneidade dessas palavras e sua relevância para a atual situação do país, particularmente nos tribunais de maior instância. Sargento Gonçalves compartilhou seu sentimento de impotência diante dessa realidade.

O parlamentar também compartilhou sua experiência de 18 anos como policial, destacando situações em que criminosos eram liberados antes mesmo de sua saída da delegacia. Ele ressaltou sua indignação ao presenciar cidadãos respeitáveis enfrentando acusações graves, enquanto manifestantes de movimentos de direita não demonstravam comportamentos violentos nas ruas. O discurso do deputado enfoca as inquietações relacionadas à justiça e à integridade do sistema legal no país.

Aviso: nós do blog Pensando Direita estamos sendo perseguidos por políticos e seus assessores nos grupos de WhatsApp! Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários