BRASIL: PRESIDENTE DE PARTIDO DO CENTRÃO SE ENTREGA À PF

BRASIL: OPOSIÇÃO TOMA ATITUDE CONTRA GASTOS DO GOVERNO LULA COM ABORTO, INVASÕES E MUDANÇA DE SEXO

O relatório do orçamento de 2024 sinaliza um aumento significativo no fundo partidário, atingindo quase R$ 5 bilhões, o dobro do montante utilizado nas últimas eleições. Essa projeção destaca a mudança substancial nos recursos disponíveis para os partidos políticos, levantando questões sobre o financiamento político e suas implicações nas disputas eleitorais vindouras.

Confira detalhes no vídeo:


A aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) foi marcada por uma emenda relevante, que proíbe a destinação de verbas públicas para a promoção, financiamento ou incentivo ao aborto, invasões ou mudança de sexo. Essa medida reflete debates em torno de questões sensíveis, como saúde reprodutiva e direitos LGBTQ+, e destaca a influência das discussões ideológicas na formulação das leis orçamentárias.

As decisões no relatório orçamentário delineiam um cenário político e legislativo complexo, refletindo as prioridades e posicionamentos dos legisladores em relação aos recursos públicos e a abordagem de temas controversos.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários