BRASIL: CRIMINOSOS TENTAM FURTAR DOAÇÕES DESTINADAS AO RS

MUNDO: MILEI TEM PLANO PARA “ASFIXIAR” FINANCEIRAMENTE A ESQUERDA NA ARGENTINA

O recém-empossado presidente da Argentina, Javier Milei, está propondo o fim da contribuição sindical compulsória no país. De acordo com a nova determinação, os trabalhadores precisarão conceder explicitamente autorização para que a contribuição seja descontada de seus salários, abolindo assim as chamadas taxas solidárias. 

Confira detalhes no vídeo:


A medida representa uma significativa mudança nas práticas sindicais, conferindo maior autonomia aos trabalhadores para decidirem sobre sua participação financeira nas entidades sindicais. A proposta de Milei visa promover uma abordagem mais transparente e voluntária em relação à contribuição sindical, marcando um novo capítulo nas relações entre trabalhadores e sindicatos na Argentina. 

O desdobramento dessa iniciativa será observado atentamente, uma vez que impacta diretamente a dinâmica sindical e as relações trabalhistas no país.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários