BRASIL: AVIÃO FAZ POUSO SURPREENDENTE EM RODOVIA DE SP

BRASIL: CORREGEDORIA TOMA MEDIDA CONTRA FUNCIONÁRIOS DE PRESÍDIO FEDERAL DE MOSSORÓ

A Corregedoria da Secretaria Nacional de Políticas Penais afastou diversos funcionários do Presídio Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, após a fuga de dois detentos. O Presidente da República, durante sua visita à Etiópia, comentou sobre o caso, expressando incredulidade com as circunstâncias que possibilitaram a fuga e sugerindo a possível participação interna. O governo está investigando se houve ajuda externa e, caso confirmado o envolvimento de agentes penitenciários, buscará punição rigorosa.

Confira detalhes no vídeo:



Os funcionários afastados, que ocupavam cargos-chave nas áreas de inteligência, segurança e administração da unidade de segurança máxima em Mossoró, continuam atuando como agentes penitenciários enquanto são investigados. Paralelamente, a Polícia Federal conduz uma investigação para compreender os detalhes da fuga, mobilizando cerca de 500 agentes para recapturar os fugitivos.

Além disso, o Ministério da Justiça autorizou a atuação da Força Nacional Penal no presídio de Mossoró, visando reforçar a segurança e evitar novas fugas. Treinamentos de segurança serão coordenados pela Secretaria Nacional de Políticas Penais, com o objetivo de fortalecer a segurança não apenas em Mossoró, mas também em outros presídios federais do país.


Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários